Nº18 – Como medir a eficiência do combate à covid em Niterói?

Como se mede a eficácia de uma política pública? Quais indicadores revelam se houve sucesso ou fracasso?

Qualquer estratégia deve ser avaliada a partir da efetivação dos objetivos a que se propôs. O controle do número de infecções e, principalmente, a redução das mortes são dois dos principais indicadores que mostram a eficácia no combate ao corona vírus. A comparação entre diferentes regiões é muito reveladora para avaliarmos a efetividade das políticas adotadas. A forma estatística usada internacionalmente para fazer isso é o uso das taxas da COVID-19 por 100 mil habitantes. Assim criam-se equivalências.

Tivemos em Niterói, desde a primeira morte registrada em 17/03, 54 dias de isolamento social, contabilizando 85 mortes. Em 21/05 a cidade iniciou a transição para o novo normal. Hoje, 31/07, 70 dias após o novo normal, 208 pessoas morreram e chegamos aos 293 óbitos. Niterói, infelizmente, falhou.

Muito provavelmente alcançaremos em breve a marca de 300 mortos na cidade, diante de uma população de pouco mais de 500 mil habitantes. Nos aproximamos dos 10 mil casos de contágios. Está evidente que a cidade ficou mais exposta à pandemia a partir da reabertura precipitada que impediu um movimento mais eficaz de eliminação do contágio dentro das fronteiras municipais. Os cuidados coletivos ainda são muito importantes, bem como a fiscalização de estabelecimentos em funcionamento e do espaço público.

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close