Governador do RJ veta projeto para compra de mais vacinas

O governador em exercício Claudio Castro (PSC) vetou o projeto de lei de autoria do mandato coletivo Flavio Serafini (PSOL) que autorizava o estado do Rio de Janeiro a comprar vacinas contra covid-19 que tenham sido aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, mesmo que por fora do Plano Nacional de Imunização – PNI. A ideia é conseguir acelerar a vacinação no estado de forma a contornar a lentidão e desorganização do governo federal na distribuição de vacinas.

O projeto foi aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro – Alerj e o próprio Supremo Tribunal Federal – STF já autorizou a compra e distribuição de vacinas por estados e municípios. O governador alega que comprar vacinas para salvar vidas neste momento de pandemia gera custos, mas o mandato coletivo Flavio Serafini (PSOL) também é autor de outro Projeto de Lei que destina R$ 200 milhões da Alerj para a compra de imunizantes.

Autor do projeto que autoriza a compra de mais vacinas para o RJ se manifestou no Twitter sobre o veto:

2 comentários em “Governador do RJ veta projeto para compra de mais vacinas

  1. Eu gostaria tanto de um dia acordar num país normal….🙄🙄🙄🙄🙄

    Curtir

  2. Brasil pensa que ainda está deitado eternamente num berço esplêndido…🙄🙄🙄

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

<span>%d</span> blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close